Na volta de Renan Dal Zotto, Brasil leva susto, mas faz 3 a 0 na Tunísia

admin julho 24, 2021

Depois de assistir pela televisão a conquista da Liga das Nações, ainda em recuperação da Covid-19, que o levou a ser entubado e internado, Renan Dal Zotto voltou em grande estilo a comandar a seleção brasileira de vôlei masculino. Na beira da quadra, o treinador viu sua equipe não fazer uma partida brilhante, levar susto nos dois primeiros sets, mas vencer a Tunísia por 3 a 0 na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio. “Eu estou feliz demais, claro, pela vitória mesmo com o time sofrendo bastante durante os dois primeiros sets por causa da ansiedade, mas o time superou isso e foi muito bom depois. Agora, falando de mim pessoalmente, eu estou muito feliz porque foi uma batalha muito grande para me recuperar em tempo recorde e ter a chance de estar aqui. Ainda não estou 100%, ainda faço a minha recuperação, mas estou apto a fazer o que precisa ser feito: estar ali orientando, vibrando, chamando a atenção ou elogiando, tanto faz, estou apto para isso. O fôlego está bom, a resistência está boa, não para fazer uma maratona, mas para dirigir está tudo tranquilo”, afirmou o treinador depois da partida. Os jogadores também estavam felizes pela volta de Renan Dal Zotto. Ter o chefe de novo por perto foi mais uma motivação para a estreia. “A gente esperou muito por esse momento. Foi um momento de muita apreensão quando a gente estava nos treinos lá em Saquarema e ele ficou doente antes da viagem para a Liga das Nações. Tê-lo agora é uma inspiração por tudo o que ele passou e ter tido essa força para sair dessa. A gente teve uma conversa aqui no Japão no dia do aniversário dele e ele contou todo o processo que ele passou pra todo mundo. Foi o nos deu a dimensão do que ele passou e por isso vamos fazer de tudo para dar um grande presente para ele aqui”, contou Bruninho Fonte: Olimpiadas

Compartilhar isso